Astronomia Para Olimpíadas

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) é uma competição aberta aos alunos de todas as séries do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) e todas as séries do Ensino Médio. As provas são constituídas de 7 questões de astronomia e 3 de astronáutica.

Necessário

Para a OBA, o necessário é ter conhecimentos e raciocínios básicos de ensino médio e fundamental bem sólidos. No que tange a conteúdos específicos, gravitação universal é uma constante, que pode ser estudado através de livros de física, como Física Clássica e aprofundado com algumas questões do Tópicos da Física, nos volumes relativos a mecânica. Alguns conceitos de energia e potência são importantes, também sendo abordados nessas coleções.

Além disso, treinar provas anteriores é essencial para se sentir confiante além de direcionar algum estudo complementar. Clique aqui para ver as provas anteriores.

Ainda nesse contexto, uma maneira divertida de aprender astronomia para OBA é o simulado OBA, aplicativo da Olimpíada desenvolvido nesse intuito e pode ser acessado clicando aqui.

Avançado

Algumas provas da OBA também cobram um pouco de astronomia de posição, observação do céu, além de alguns conceitos relacionados aos movimentos terrestres. Para isso, conhecer as principais constelações, os conceitos de equador, eclíptica, horizonte, entender um pouco sobre solstício, equinócio e estações do ano é importante. Você pode consultar o material de astronomia obervacional do NOIC clicando aqui. Conhecimento complementar no assunto pode ser obtido na internet ou na apostila IOTA “Céu”, da CCD, que pode ser acessada clicando aqui.

Também é interessante um estudo das apostilas da USP para introdução de astronomia, que podem ser acessadas aqui.

Seletiva OLAA/IOAA

Nessa etapa, é preciso aprofundar os conhecimentos de astronomia teórica e observacional. É extremamente aconselhado estudar as apostilas IOTA da CCD para adquirir o conhecimento necessário a ser cobrado na seletiva. Clique aqui.

Além desse, outra boa base teórica é o livro Astronomia e Astrofísica.

Para a prática e resolução de questões, é extremamente aconselhado a realização de provas anteriores das seletivas, ainda com a organização da CCD, até os últimos anos com nova organização. Abaixo os links de seletivas anteriores.

Link 1

Link 2

Link 3

Aqui, também a importância do estudo do céu de forma bem mais profunda, conhecendo asterismos, um bom conjunto de constelações e objetos catalogados. Para isso, é essencial o software “Stellarium”, domínio do mesmo, suas funções, conhecendo bem os cantos do céu, tanto do norte quanto do sul, mas com foco especial na cidade em que será realizada a seletiva. Para baixar o software, acesse este link abaixo e procure a melhor opção para você:

OLAA/IOAA

Depois de selecionado para uma dessas olimpíadas internacionais, o aluno deve buscar conhecer os locais que sediarão esses eventos e estudar bem o céu desses locais na data de realização dos mesmos (com maior enfoque) e também outros céus profundamente (no Stellarium). Há algumas diferenças entre a IOAA para OLAA. Na primeira, há uma parte das provas voltada para a análise de dados, no que tange a estatísticas, análise de tabelas, tendo um estudo bem focado na apostila IOTA “Medidas”. Na segunda, há uma prova de foguetes bem interessante, além de provas grupais e possivelmente de telescópio em ambas.

Nessa etapa o aconselhado é realizar provas anteriores dessas olimpíadas, sentindo o nível das provas e fazendo estudos complementares. Aqui também, professores organizadores da OBA e seletiva ajudarão os alunos selecionados no processo de preparação para as olimpíadas de forma bem próxima, indicando livros listas de questões e outros materiais. Abaixo links de provas anteriores dessas olimpíadas e alguns outros com bibliográficas interessantes para estudo.

Internacional:

IOA

IOAA

OLAA

IOAA Book

Provas seletiva 2017

 

 

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
%d bloggers like this: