Guia De Estudos de Física

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

O sucesso da Olimpíada Internacional de Matemática, e a experiência positiva ganhada de sua organização, estimulou professores de física interessados em comparar o conhecimentos dos melhores estudantes de diferentes países. Foi então realizada, em 1967, a primeira IPhO, na Polônia, que consistia de apenas 5 países participantes, todos europeus, e cada um com apenas 3 alunos. Hoje ela conta com mais de 80 países participantes de todo o mundo, cada um com 5 alunos.

Uma diferença essencial entre a IMO e a IPhO é que nesta os alunos tem que fazer não somente uma prova teórica, mas também uma experimental.

No Brasil, a OBF, Olimpíada Brasileira de Física, e a OBFEP, Olimpíada Brasileira de Física para Escolas Públicas, são as responsáveis por selecionar os melhores estudantes brasileiros para representar nosso país em competições internacionais. Os alunos são submetidos a diversos testes e o processo de seleção dura até dois anos. No contexto atual da Ipho/Ibero Americana  no Brasil somente é possível ir para a mundial duas vezes, isso permite que alunos que foram medalha na OBF no nono, primeiro, ou segundo ano participem do processo seletivo.

Como assim? Bem, basicamente o processo seletivo funciona com 3 fases, que podem variar dependendo do seu ano de entrada, basicamente, supondo que você foi medalha boa o suficiente no primeiro ano para passar pela seletiva, no seu segundo ano serão aplicadas duas provas de seletiva, e você deverá fazer a OBF novamente, a partir dessa três provas, de igual peso, você poderá ou não ser selecionado para a última e terceira fase da seletiva, que geralmente acontece em são paulo, na USP, e ela ocorrerá no seu terceiro ano (que será o ano da internacional), e é nessa fase que são selecionados os que irão para IPHO e os que irão para a Ibero. Caso você passe a partir da nota de OBF do nono para o processo seletivo, troque segundo ano pelo primeiro e terceiro pelo segundo. Nesse caso você tem chance de ir para duas internacionais.

Vamos ressaltar o que é importante você fazer em cada fase:

-Seleção Pela OBF/OBFEP:

Essa parte da seleção é essencial, pois é a partir dela que você pode entrar na seletiva de física e a partir daí estudar os assuntos olímpicos mais complicados com mais vigor e fazer questões mais parecidas com as da internacional de física ou seletiva. E mais importante do que o citado, a parte mais importante de dela é lhe introduzir ao mundo da física, nela você começa estudando pelos livros didáticos do ensino médio, e pode ir começando a escalar para alguns russos, um recomendável para a OBF é o Saraeva, ela basicamente não usa cálculo nas suas questões e tenta puxar sempre mais a física da coisa sem nenhuma conta muito avançada, é bastante interessante para a OBF. Mas lembre-se, antes de ir para o livro de questões, acabe primeiro os livros didáticos. É importante que o aluno chegue na OBF já tendo o Tópicos da Física terminado, recomendo que faça todas as questões dele (tirando as de eletromagnetismo e física moderna), mas, caso não consiga, faça as dos assuntos mais frequentes na prova ou as que você sentir que mais precisa. É interessante também usar o livro Física Clássica para se embasar na teoria, é bem conhecida essa dica "Teoria pelo Clássica e questões do Tópicos". É importante que você que quer entrar numa seletiva foque para fazer uma ótima OBF, faça de tudo para garantir sua vaga e aproveite este momento para estudar experimental também, inclusive, é a única parte usada no processo seletivo para a seletiva em São Paulo que cobra experimental, ressaltando a importância da mesma. Para você que já está no processo seletivo no primeiro ano e ainda pode entrar novamente pro próximo ano, procure revisar alguns conceitos e tente fazer as questões da Saraeva se ainda não fez, é interessante passar pelo processo seletivo do próximo, estando você agora bem mais experiente com seu ano. Para sermos mais diretos, coloquemos a recomendação do que fazer na respectiva ordem, para os respectivos níveis:

Nível 1 (OBF/OBFEP):

-Veja a teoria que cai no seu nível:

É interessante que você pegue o "Física Clássica" para ver a teoria do Nível 1, que é basicamente estudar os capítulos de Cinemática, Calorimetria e Mecânica, e depois fazer as questões do "Tópicos da Física". A teoria para o nível 1 é bem simples.

-Faça as provas passadas:

Como em qualquer prova que você se ponha a fazer, faça as provas passadas depois que acabar a matéria, pois você precisa se acostumar com o tipo da prova o modelo da prova e chegar lá sabendo o que o desenvolvedor da mesma vai querer cobrar de você mais ou menos, mas não se prenda só a isso.

-Pegue um livro de questões

Agora que você sabe mais ou menos o felling da prova, parta para um livro de questões um pouco mais avançado, pois o nível da OBF varia com os anos, há anos extremamente fáceis mas também existem anos mais complicados. Recomendo que você faça a parte de mecânica, cinemática e calorimetria da Saraeva, ou se procurar algo mais leve, "Fundamentos da mecânica" do Renato Brito, que é muito usado em turmas ita, mas também é útil para a OBF.

-Acabou a matéria e tem tempo?

Caso você tenha terminado a matéria faz muito tempo, ou tenha por exemplo terminado a matéria no oitavo ano e agora está no nono, seria interessante buscar terminar o conteúdo do ensino médio de física, sem, obviamente, deixar de estudar para sua fase da OBF, pois é interessante que você aproveite seu tempo de estudo a mais para se preparar para as provas do Nível 2, e chegar nessa época já com uma vantagem maior sobre os outros, mas se você está no nono ano, pronto para fazer a prova valendo a seletiva, deixe isso para o meio do ano, ou nas férias desse ano, mas antes da prova, antes da primeira, segunda ou terceira esteja extremamente preparado, pois você está com muita coisa em jogo e não se deixe levar, garanta sua vaga na seletiva, mas, se sobrar um tempinho, se prepare para o que vai vir depois, se seus planos são a longo prazo.

Nível 2 (OBF/OBFEP):

-Veja a teoria completa pelos livros de ensino médio:

Escolha o livro que quiser para terminar toda matéria necessária, mas o mais recomendado é o "Física Clássica" para a teoria, se possível complete as questões dele ao fim dos capítulos, são questões rápidas de serem feitas, e depois siga para o "Tópicos da Física". Caso você seja do primeiro ano ainda, dê um enfoque especial para mecânica e cinemática ou calorimetria, pois você terá questões exclusivas para você, e geralmente são questões mais simples que as demais da prova, então você tem alguma vantagem com elas, você pode por exemplo, dar um enfoque maior em cinemática com um acompanhamento pelas questões da Saraeva, ou de livros russos em geral, um livro com questões interessantes também é o "Fundamentos da mecânica" do Renato brito, tem questões bastante interessantes para embasar mecânica e é muito aclamado pelos estudantes que procuram livros mais didáticos. O aluno do segundo deve procurar terminar sim TODO o conteúdo, exceto obviamente eletromagnetismo e física moderna, que não tem no programa, mas que pode ser cobrado numa prova experimental, então é interessante se ter as noções mais básicas desses assuntos.

-Parta para fazer provas antigas e questões

Agora que você já viu toda teoria, tente já fazer as provas, o nível delas não é tão avançado como o nível de questões dos russos, contudo é interessante se prender ao nível que eles cobram, às vezes, e a partir do momento em que você estiver bem com isso vá aumentando o nível, pois a dificuldade da prova da OBF varia ao longo dos anos e é importante estar preparado para o pior. Antes da primeira fase faça as provas antigas da primeira fase, mesmo que você não tenha acabado toda a teoria ainda, é importante que você faça isso pra conhecer o nível da prova, e você pode até aprender um conceito ou outro vendo a resolução das provas passadas, idem para a segunda fase, contudo é bem possível ter o conteúdo acabado até a segunda fase. Para a terceira fase é interessante que você já esteja com todo o conteúdo na ponta da língua e já tenho feito, se der tempo, as questões da Saraeva dos assuntos mais diversos possíveis, se possível um acompanhamento pelo Renato Brito seria interessante, até para lhe dar uma maior confiança em mecânica.

-Chegou a terceira fase? Foque na experimental.

A partir do momento que você vai para a terceira fase é decisivo que você comece a se acostumar com física experimental, pois é o grande decisivo atualmente no país, é a parte carente, então quem vai bem na prova experimental está bem na frente de quem foi muito mal ou quase zerou, aprenda a usar a função regressão linear da sua calculadora, pois é algo quase sempre muito útil na prova, aprenda a fazer tabelas, gráficos, propagar erros, principalmente se você procura fazer uma seletiva no futuro, isso é essencial.

Nível 3 (OBF/OBFEP):

A recomendação pro nível 3 é um pouco diferente, pois aqui já não há mais disputa por algum resultado para internacional ou algo do gênero, e geralmente as pessoas tendem a focar nos vestibulares no terceiro ano, contudo ainda temos dicas que podem encaixar com sua rotina.

-Fortaleça sua rotina de estudo pro vestibular na Física:

Bem, supondo que você vá ter que estudar todas as matérias para o vestibular, tente fazer física ser sua matéria boa, dê um enfoque especial, não se prenda apenas à média do seu colégio ou do seu vestibular, se possível reforce seus estudos com livros como "Física Clássica" para teoria e "Tópicos da Física" para questões, provavelmente você já deve ter visto toda a matéria do ensino médio a uma hora dessa, ou quase toda, então apenas use isso para revisar e treinar questões.

-Faça as Provas Passadas

É muito importante que você faça as provas passadas para ter uma boa noção do chão em que você vai pisar, você começa a ver mais ou menos o que cai, como cai, e isso já vai te dar alguma segurança na hora de ir prestar a mesma, isso vale pra qualquer coisa que você for fazer, não apenas olimpíadas científicas.

-Questões, Muitas questões

Procure treinar, após ter acabado as coleções citadas para teoria, com algumas questões de livros Russos para você ir para a prova com uma mente mais aberta e ideias mais interessantes de questões, como o famoso Saraeva. Mas apenas faça se isso realmente for seu foco, pois é um livro extenso, não tão simples, e tomará grande parte de seu tempo, de resto está tudo bem.

Primeira e Segunda Fases da Seletiva:

Nessas fases você terá um contato com uma física de maior nível, os livros de recomendação começarão já a usar cálculo ou ideias de cálculo, mesmo isso não sendo o foco principal das provas, e a sua compreensão em física deve chegar a um nível completamente diferente. O livro mais interessante de se usar para conciliar a seletiva com provas como a Ipho é o "Problems in General Physics" do Irodov, um livro de questões que aborda mais ou menos o tipo de questões atualmente cobrado pela seletiva e as questões de fato das internacionais. Os livros de teoria são diversos e citaremos muitos nas recomendações, temos coleções clássicas como o "Curso de Física Básica" do Moysés, ou o Griffiths de Eletromagnetismo. Contudo, no contexto atual existem livros mais específicos para cada matéria e seria interessante não deixar de os usar. Por exemplo, temos o "Introduction To Classical Mechanics" do autor de Harvard, David Morin, que aborda brilhantemente todos os assuntos de mecânica, desde clássica até relatividade restrita e noções de  relatividade geral, é um livro extremamente interessante de se resolver, principalmente pela sua infinidade de exercícios e ideias, inclusive seu capítulo de relatividade geral abordou basicamente grande parte da ideia de uma questão de "relatividade geral" da Apho de 2013, que é considerada uma questão relativamente complicada nas olimpíadas, e questões com referencias acelerados não usam mais do que as ideias dele (essa parte é inclusive abordada também na parte de relatividade restrita dele). A parte de relatividade restrita também é bastante aclamada, e é um assunto bastante importante de se estudar nas olimpíadas atuais, a parte de mecânica clássica é extremamente abrangente, e contém o que cai na seletiva ou até mais. Antigamente se existia uma divisão de matérias para cada fase da seletiva, contudo atualmente pode cair qualquer parte da matéria na primeira ou segunda fase, então é interessante chegar nas duas provas com no mínimo uma noção básica de tudo, então é importante também se ter algum curso para eletromagnetismo nas provas. O livro mais clássico para questões de eletromagnetismo é o "Introduction to Eletrodynamics" do David Griffiths, ele contém toda a teoria com uma matemática relativamente avançada para olimpíada, contudo ele é muito importante para se ter uma noção completa do eletromagnetismo, outro livro bastante interessante é o livro "Eletricity and Magnetism" do Purcell e David Morin, é recomendável bastante para teoria também, inclusive é recomendável que mesmo que você não use sua teoria, procure ao menos fazer suas questões. Um livro também bastante interessante, contudo compilado, é o livro "Basic Laws Of Eletromagnetism"  do mesmo autor do "Problems in General Physics", que recomendo ser lido apesar dos outros, pois além de não gastar muito tempo, tem funilado partes muito importante de serem ressaltadas.

Para a parte do curso com ondulatória e termodinâmica, recomendo fortemente o segundo livro do Moysés, do "Curso de Física Básica", e a revisão do assunto com questões do Irodov, o livro de eletricidade citado do Griffiths também tem um capítulo muito interessante sobre ondas, é seu capítulo 9, pode ser usado para aprofundamento após a leitura do Moysés. Você pode revisar termodinâmica e mecânica estatística usando o "Introdução a Física Estatística" do Salinas, que é um livro muito bom para embasar em termodinâmica mais aprofundada, contudo antes disso tenha uma base muito forte na teoria antes, ele vai apresentar conceitos interessantes, e até sistemas com temperatura negativa.

A parte de óptica pode ser vista pelo livro do Tipler, que recomendamos para o começo das matérias em geral, contudo você pode revisar com maior aprofundamento a matéria depois pelo livro do Pedrotti, que mesmo que você não use a fundo, pode ser usado como livro de consulta. Será também preciso algo para noções de mecânica quântica/física moderna, tirando relatividade, você pode usar o livro "Física Moderna" do Eisberg e Resnick, e depois você pode olhar algumas sessões do livro de mecânica quântica do Griffiths, "Introduction to Quantum Mechanics", algumas sessões são extremamente focadas, mas algumas são extremamente desfocadas, se precisa olhar com calma o que você está fazendo.

Citamos vários livros ao longo desse texto, os mais importantes de se citar, visto que é importante estarmos justificando nossas recomendações ao longo das citações, mas colocaremos diversas opções alternativas para sua escolha nas opções, pois nem sempre o mais recomendável para "a grande massa" é o recomendável para você, seu plano de estudo não precisa estar necessariamente igual ao nosso, mas estamos o guiando pelo que geralmente é o melhor e você pode adequar suas particularidades às nossas ideias. Ressaltamos novamente que é importante que para primeira e segunda prova de seletiva você já tenha feito MUITAS QUESTÕES, pois a olimpíada de física cobra de você mais do que saber física, muitas vezes, é saber fazer questão, saber "bizu" de prova, saber o que a prova quer que você faça, e isso você aprende fazendo questões e, principalmente, fazendo provas. Ressaltamos também que é essencial que você chegue na primeira prova tendo visto ao menos toda teoria por cima, porque enfim, não se pode aprofundar tanto nesse pouco tempo, mas uma época pouco antes da prova guarde um tempo para fazer provas passadas, simule com elas, marque tempo para resolver as questões, parecido com o tempo de prova ou maior/menor dependendo de como você tá, e chegue lá resolvendo as provas num bom tempo, tempo na prova é essencial. Então, o recomendável a se fazer em ordem é:

-Terminar todo o básico da teoria pelos livros mais didáticos:

Termine os livros mais simples como Tipler,Moysés ou Halliday, para você ter uma base mais abrangente e ter maior confiança na resolução das questões ou estudos adiante (Esses livros geralmente tem questões e seria interessante resolver-lás também, para fixar a teoria, vamos focar em questões mais a frente, contudo questão nunca faz mal, se você souber manejar seu tempo)

-Comece a fazer Muitas Questões:

Agora que você já sabe o básico de tudo, teste seu conhecimento resolvendo os livros de questões, essa parte do treinamento é a mais essencial, é nela que você vê quais são suas dúvidas e as tira, todas as lacunas conceituais que não foram preenchidas na leitura da teoria pode ser preenchida com a resolução das questões, e mais importante que isso tudo, você vai ganhar Criatividade em Física. Criatividade é o que geralmente a olimpíada em geral mais lhe cobra, saber construir um modelo físico pra situação, testar resultados a partir dele, isso não só é a essência da ciência como também é a construção de toda questão da Ipho, ninguém sabe muito bem como funciona o processo criativo, como as ideias vem, se existem pessoas mais propensas a desenvolverem isso ou algo do gênero, mas uma coisa é conhecida, quanto mais você trabalhar nisso, melhor. Então a saída é resolver muitas questões, tente ter o Irodov terminado o quanto antes, e o Saraeva também (para sua OBF, caso você não tenha terminado ainda), mas realmente tente fazer as questões, não vá direto para a procura de soluções ou gabaritos, realmente tente pensar no que você tá fazendo e absorva tudo que você pode absorver. Depois dessa época de primeira e segunda seletiva você terá muito mais questões para fazer, então trate de fazer todo o necessário agora, pois depois o tempo será escasso, você terá que começar a trabalhar nas provas passadas da Ipho e Apho e nas listas do professor Jaan Kaalda.

-Não esqueça a Física Experimental

Você precisará também passar na OBF para ir para a fase da seletiva em São Paulo, então jamais esqueça de treinar sua física experimental, pois é o que está definindo bastante nos últimos anos a brasileira, além do que é extremamente importante que você chegue na fase da seletiva em São Paulo muito bom, pois os experimentos estão ficando mais elaborados com o passar do tempo e está definindo bastante a equipe. Experimental é uma coisa complicada de se estudar, devido à falta de material na internet, mas você pode procurar apostilas online contendo o básico, e você pode aprender a usar calculadora e os materiais com pesquisas rápidas, não é o ideal, mas serve. O Noic tem um curso de física experimental que busca esclarecer e preparar os tópicos mais importantes, além de conter algumas ideias interessantes pra solução de questões, deixaremos o link no final da página.

Terceira Fase da Seletiva e Mundial:

Agora que você chegou nesta fase, tudo fica mais sério e agora mais do que nunca é importante foco, todo o resto fica pra depois, agora você está, se não já indo representar, na última fase para representar seu país numa olimpíada internacional. Agora, teoricamente toda matéria já foi estudada e vista, então lhe resta, correr atrás de alguma lacuna deixada para trás, e começar a treinar com o máximo possível de questões e livros focados. Agora também é o momento que você mais vai ter tempo para aperfeiçoar sua física experimental, pois vai lhe ser cobrado tanto na terceira seletiva como na mundial de física, independente de ser Ibero americana ou IPho. Então agora simule prova, faça provas antigas, estude o que tiver de estudar. Caso você ainda esteja na terceira fase, é preciso paciência, pois ainda há matérias para se revisar para a prova da terceira fase, ou melhor, você precisa focar primeiro em fazer provas da terceira fase. Recomendamos então, que siga nessa ordem:

-Faça as listas de problemas do professor Jaan Kalda:

São listas de problemas e ideias dos assuntos diversos das internacionais, é extremamente recomendado pelos olímpicos e professores em geral. As listas são conhecidas por serem muito focadas nas provas e por terem muitas ideias interessantes, entra justamente na parte da criatividade física que falamos antes, ela é essencial e ela é extremamente bem trabalhada nessas listas. Elas estão todas disponíveis gratuitamente na internet e muitas estão traduzidas para o inglês. São essenciais para qualquer um querendo ir pra Ipho ou pra Ibero, então mesmo que você não faça para a terceira fase da seletiva, faça para a internacional. (Você pode deixar essa parte do treinamento para depois da seletiva, caso lhe seja mais interessante)

-Faça as provas antigas da terceira fase da seletiva:

Como sempre, é importante fazer provas antigas, quaisquer que seja seu foco. As provas de terceira fase tem níveis variados, você vai perceber que as provas tiveram um pico de dificuldade pelos anos de 2011 e 2013, até que vem ficando mais simples ultimamente, e provavelmente você vai se dar bem com as atuais se você fez o Irodov como deveria ser feito ou os russos em geral. Vale treinar por livros russos um pouco antes da prova, caso feito todas as antigas, ou livros de universidades dos Estados Unidos mais focadas em questões no estilo olímpico, como Princenton, Harvard ou Chicago.

-Foque como nunca focou na experimental:

Nesse momento, o foco na experimental deve ser o máximo, vai lhe ser cobrado muito fortemente na olimpíada e na terceira fase da seletiva, de uma maneira diferente até, mas ambas vão vir em alto nível. Para a terceira fase da seletiva é essencial que você esteja muito forte no método dos mínimos quadrados e na propagação de erro, fora o básico de física experimental como gráficos e tabelas.  Você pode treinar para seletiva com provas antigas da Ipho ou com apostilas de práticas de universidades em geral, que geralmente cobram bem a parte de análise de dados, além de revisar alguma dúvida ou outra no curso do Noic ou parecidos. Tentaremos maximizar o número de tabelas, gráficos e sugestões de experimentos para treino.

 -Passou?

Agora é o momento, faça todas provas passadas, acabe o que tiver que acabar das listas do professor Jaan Kalda, faça simulados disponibilizado pelos professores, ou os disponíveis pela internet até. Enfim, fique focado até o momento, tenha calma, revise o que tiver de ser revisado e faça todo seu esforço pelos anos valerem a pena.

Problemas da Semana - Noic

O Noic, toda semana, posta novos problemas em todas as matérias. Os problemas são separados por nível de dificuldade, então, se você está começando a competir em Olimpíadas de Física ou já está almejando ir pra IPhO, não deixe de clicar aqui e conferir os problemas (e voltar na semana seguinte!) e melhorar ainda mais seus estudos.

Guia de Estudo Recomendado pelo Noic

OBF Fases 1,2 e 3

Necessário

Para a OBF de todos os níveis e fases recomendamos duas coleções de livros de Ensino Médio que são um dos mais famosos do Brasil, eles são bem conhecidos pela sua ótima teoria e questões de bom nível.

Coleção Física Clássica - Livros recomendados para iniciar seus estudos, mas com questões não muito interessantes. A coleção possui uma ótima teoria, sendo bastante didática, ótimo para entender assuntos novos!

Coleção Tópicos de Física - Livros com questões de nível mais elevado, recomendado especialmente para a fase 3.

(Vale lembrar que é necessário estudar eletricidade apenas se você estiver no terceiro ano)

Avançado

Fundamentos de Mecânica Vol 1 e 2 (Prof. Renato Brito) - Um livro que reúne boas e criativas questões  dos mais diversos assuntos, um dos livros mais utilizados para os vestibulares ITA e IME justificando seu alto nível.

Problemas

Coleção Tópicos de Física - Problemas de nível 3 e "Para Raciocinar Um Pouco Mais".
Provas Anteriores: 2011201020092008200720062005200420032002200120001999 – 1ª Fase1999 – 2ª Fase

Problems in Elementary Physics, Saraeva- Um livro russo extremamente usado para OBF e Seletiva, contém ideias extremamente interessantes e não usa muito de artifícios de cálculo diferencial.

_____________________________________________________

Tópicos Matemáticos Necessários para Seletiva.

A Seletiva da IPhO exige conhecimento prévio dos seguintes tópicos:

  • Álgebra Vetorial.
  • Geometria Analítica.
  • Cálculo diferencial e integral.

Para revisar os tópicos, o Noic recomenda:

  • Álgebra Vetorial: David J. Griffiths, Capítulo 1, secção 1.1.
  • Cálculo: David J. Griffiths, Capítulo 1, secções 1.2.1, 1.3.1 e 1.4.

_____________________________________________________

Seletiva da IPhO

Programa:

  • Mecânica
  • Termodinâmica
  • Oscilações e Ondas
  • Óptica Geométrica
  • Mecânica dos Corpos Rígidos
  • Eletromagnetismo
  • Óptica Física
  • Relatividade Especial
  • Radioatividade e Física Nuclear
  • Mecânica quântica

Mecânica:

   Intermediário:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler - Livro muito bom para aprofundar o conteúdo já visto e abrir a mente para materiais mais avançados.

  • (Volume 1) Parte I - Mecânica. (Exceto Rotação, Quantidade de Movimento Angular e Relatividade Especial).

Curso de Física Básica Vol. 1, Herch Moysés Nussenzveig - Livro também muito interessante para estudar o assunto de mecânica, ele não é o livro mais completo, contudo ele aborda temas bem específicos com muita atenção, vale a leitura.

  •  Todos capítulos menos o 11 e o 12 (Capítulos de dinâmica rotacional)

   Avançado:

Introduction to Classical Mechanics With Problems and Solutions, David Morin - Livro com técnicas mais avançadas de resolução de questões, uma teoria mais concisa e questões mais bem elaboradas com resoluções no final do capítulo.

  • Capítulo 1 - Strategies for solving problems.
  • Capítulo 2 - Statics.
  • Capítulo 3 - Using F = ma.
  • Capítulo 5 - Conservation of energy and momentum.
  • Capítulo 7 - Central forces.

Problems in General Physics, I. E. Irodov - Livro russo com ótimas questões. É bom dar um foco especial em Mecânica e Termodinâmica.

  • Parte 1.1, 1.2, 1.3, 1.4.

Oscilações e Ondas:

   Intermediário:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler:

  • (Volume I) Parte II - Oscilações e Ondas.

   Avançado:

Curso de Física Básica, Volume 2, Moysés Nussenzveig:

  • Capítulos 3 a 6.

Introduction to Classical Mechanics With Problems and Solutions, David Morin:

  • Capítulo 4 - Oscillations.

Problems in General Physics, Igor Irodov:

  • Partes 4,1 e 4.3

Termodinâmica:

   Intermediário:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler: 

  • (Volume 1) Parte III - Termodinâmica.

   Avançado:

Curso de Física Básica, Volume 2, Moysés Nussenzveig: 

  • Capítulos 7 a 11.

Concepts in Thermal Physics. Stephen Blundell:

  • Tudo.

Eu recomendo que você tente fazer o Blundell todo porque ele aborda basicamente todos os assuntos da termodinâmica, indo da termodinâmica empírica no começo até estatística e estrelas no final. No final do livro o formalismo começa a ficar um pouco mais pesado com transformadas de fourier e integrais menos triviais, mas saiba que você não precisa entender essa parte mais matemática pras provas, nesses capítulos mais pesados só as ideias e resultados já são o suficiente.

Introdução à Física Estatística, Sílvio R.A Salinas (Recomendável,mas não obrigatório):

  • Capítulos 1 a 5
  • Capítulo 8 (Depois que você estudar quântica)

Problems in General Physics, I. E. Irodov:

  • Parte 2.1, 2.2, 2.3, 2.4, 2.7.

Óptica Geométrica:

   Intermediário:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler: 

  • (Volume 2) Parte V - Luz. (Exceto Interferência e Difração)

   Avançado:

Curso de Física Básica, Volume 4, Moysés Nussenzveig: 

  • Capítulo 2.

Problems in General Physics, Igor Irodov:

  • Parte 5.1

Mecânica de Corpos Rígidos:

   Intermediário:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler 

  • (Volume 1) Parte I - Rotação, Quantidade de Movimento Angular.

   Avançado:

Introduction to Classical Mechanics With Problems and Solutions, David Morin 

  • Capítulo 8 - Angular momentum, Part I.
  • Capítulo 9 -  Angular momentum, Part II, seções 9.1 a 9.5.
  • Capítulo 10 - Accelerating frames of reference, seções 10.1 e 10.2.

Problems in General Physics, Igor Irodov:

  • Parte 1.5

Eletromagnetismo:

   Intermediário:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler 

  • (Volume 2) Parte IV - Eletricidade e Magnetismo.

Curso de Física Básica, Volume 3, Herch Moysés Nussenzveig : 

Um curso alternativo ao Tipler de início, recomendo bastante, ele trata de ser bem didático ao longo do livro mas não deixa de ser formal, a medida do possível, mas mesmo que você escolha outro livro, faça o capítulo 10 desse, é seu capítulo de corrente alternada e é muito bem aclamado, ele ensina muito bem a notação e tipo de problema que pode cair em olimpíadas.

  • Todo (Foco no capítulo 10)

Basic Laws Of Eletromagnetism, Igor Irodov:

Livro de teoria do mesmo autor do "Problems in General Physics", tem toda matéria com uma visão relativamente por cima, mas aborda em cada capítulos os temas geralmente mais relevantes e mais "bizurados" pras provas de olimpíada, recomendo muito sua leitura, que vale a pena mesmo que você use outro livro texto, é inclusive uma leitura bem breve.

   Avançado:

Introduction to Electrodynamics, David J. Griffiths - Livro bem avançado porém ótimo para aprofundamento em eletromagnetismo.

  • Capítulo 1 seções 1.1 a 1.4.
  • Capítulo 2 inteiro.
  • Capítulo 3, seção 3.2.
  • Capítulo 5 inteiro.
  • Capítulo 7 inteiro.

Electricity and Magnetism, Edward Purcell e David Morin:

Livro também bastante usado para olimpíadas, tem um formalismo interessante e não se deixa desfocar muito, mesmo que você não o use, faça suas questões, são em sua maioria bem interessantes.

Problems in General Physics, Igor Irodov:

  • Parte 3 toda e parte 4.2

Ondas Eletromagnéticas (Óptica Física):

   Básico:

Física para Cientistas e Engenheiros, Paul A. Tipler: 

  • (Volume 2) Parte V - Interferência e Difração.

   Intermediário:

Introduction to Electrodynamics, David J. Griffiths:

  • Capítulo 9, seções 9.1, 9.2 e 9.3.

   Avançado:

Introduction to Electrodynamics, David J. Griffiths:

  • Capítulo 9, seção 9.4.

Problems in General Physics, Igor Irodov:

  • Parte 4.4 (Você pode pular as partes de radiação, mas recomendo tentar fazer), 5.2 e 5.3.

Relatividade Especial/Geral:

   Intermediário:

Física Moderna, Paul A. Tipler: 

  • Capítulos 1 e 2.

   Avançado:

Introduction to Classical Mechanics With Problems and Solutions, David Morin 

  • Capítulo 11 - Relativity (Kinematics).
  • Capítulo 12 - Relativity (Dynamics).
  • Capítulo 13 - 4-vectors.
  • Capítulo 14- Accelerated Frames

Problems in General Physics, Igor Irodov:

  • Parte 1,8

Radioatividade e Física Nuclear:

Intermediário:

Quantum Physics, Resnick e Eisberg:

É um livro bem didático, não entra em uma matemática muito complicada e isso o torna bastante razoável para estudo de olimpíadas, recomendo que você o leia, na parte 15.1 até 15.7, pois a partir daí ele já usa demais as ideias de função de onda e também da parte 16.1 até 16.3, seria preciso um conhecimento mais abrangente de mecânica quântica para entender toda a ideia do capítulo de decaimento beta (16.3), mas se é possível o estudar por cima absorvendo ainda bastante.

Mecânica Quântica:

   Intermediário:

Física Moderna, Paul A. Tipler:

  • Capítulos 3 ao 6 (Foco do 3 ao 5).

Quantum Physics, Resnick e Eisberg:

Recomendo que você faça desde o primeiro até o sétimo capítulo, você vai perceber que o capítulo 6 e 7 já vão conter uma vez ou outra a aparição de equações de Schrondinger, não é necessário que você saiba resolver as mais complicadas, mas tente aprender a encontrar os coeficientes de reflexão e transmissão da função de onda para fixar com a ideia de tunelamento e as equações mais básicas, como "o elétron na caixa". Depois veja o capítulo 11, de estatística quântica. E em geral questões olímpicas cobram bastante ideias com o príncipio da incerteza de Heisenberg, que você verá bem trabalhado nos capítulos com estatística ou sólidos, mas que vale a pena procurar questões com essa ideia em mais fontes.

   Avançado:

Introduction to Quantum Mechanics, David J. Griffiths:

  • Capítulo 1 inteiro.
  • Capítulo 2, seções 2.1, 2.2, 2.3.1, 2.5 e 2.6.
  • Capítulo 3, seções 3.1, 3.2 e  3.5.

Outros:

Introduction to Classical Mechanics With Problems and Solutions, David Morin:

  • Capítulo 9 - Angular momentum, Part II, seção 9.6.

Introduction to Electrodynamics, David J. Griffiths:

  • Capítulo 4, seções 4.1, 4.2, 4.3, 4.4.1, 4.4.3 e 4.4.4.
  • Capítulo 6 inteiro.
  • Capítulo 8, seção 8.1.
  • Capítulo 12, exemplo 12.12, seções 12.3.1 e 12.3.2.

Física em Nível Olímpico, Ivan Guilhon Mitoso:

Em geral é interessante fazer todas as questões, principalmente por ser um livro focado para olimpíadas como explícito pelo próprio nome ,com compilado de diversas seletivas e livros conhecidos, com dicas (que é uma ótima coisa para se ter num livro de questões, a maioria das apostilas boas contém isso ao invés de apenas gabaritos ou soluções), soluções e gabaritos. Pelo foco nas provas e relevância das questões abordadas, fica a recomendação.

Exercícios e Simulados do Noic:

Você também pode procurar por exercícios e simulados no nosso armazém de questões, com contribuições de participantes do Noic e contribuintes externos. Todos as questões foram bem pensadas e colocadas com o intuito de servir como ajuda para preparação em olimpíadas, então é bem focado pra preparação de vocês, contendo materiais desde o nível nacional até internacional:

Listas e Simulados NOIC

Experimentais

A parte experimental, como já falamos algumas vezes no guia, é talvez uma das mais importantes no processo seletivo, então deixaremos também algumas indicações de lugares interessantes pra conseguir material. Sobre a parte de estudo especificamente, existe o curso Noic de experimental, que foi feito pra ser mais que o suficiente para as olimpíadas sem partes não essencial pro processo, mas caso você queira algo mais específico por "N" razões, você pode consultar o livro "Introdução à Análise de Erros: O Estudo de Incertezas em Medições Físicas" de John R.Taylor, e para olhar alguns sites com questões interessantes de tabela/gráfico você pode olhar alguns sites de universidade que deixaremos no link.

Exercícios UFPE (link aqui):

-Tem uma quantidade razoavelmente grande de exercícios com tabelas e gráficos úteis de se trabalhar, pode não ser a coisa mais direta possível pra prova, mas pode quebrar um galho muito bem quando você quer treinar velocidade na calculadora ou plotando pontos e não tem onde fazer ou com o que fazer. Algumas questões podem não ser tão úteis ou focadas pra prova, mas algumas servem de ajuda até pra vida, e você tendo consciência sobre o que cai e não cai na prova saberá escolher o melhor pra fazer, qualquer coisa você pode ir direto pro gabarito (que também tem no link) das questões com assuntos que cê não viu, e depois voltar pra refazer elas.

Curso Noic de Física Experimental (link aqui):

O curso de experimental do Noic foi feito com o intuito de ensinar o aluno o essencial para ir bem nos testes, sendo uma boa opção pelo fato de ser feito e detalhado por ex-olímpicos, o que facilita a comunicação, pois quem fez já passou por situações parecidas com as suas e fez na intenção de lhe guiar através desse caminho. Humildade a parte, pelo os detalhes nas partes em geral e por cobrir todo o assunto que cai nas olimpíadas (pelo menos até agora), fica a recomendação. Mas sempre complemente as questões ou exemplos do curso, ou do que você for estudar, com o máximo de material possível, o conteúdo de estudo pode ser limitado, mas a sua experiência e proeficiência nele não precisa ser.

Problemas:

É recomendável fazer as provas anteriores de algumas olimpíadas, para uma lista completa, clique aqui.

_____________________________________________________

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
%d bloggers like this: