OBB 2017 - Fase 1

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Comentário por: Thompson Vitor Marinho, Maria Thereza Moreira de Menezes, Pedro Henrique Silva de Oliveira e Manoel Alves Mota Neto

Para ver o caderno de provas, clique aqui.

QUESTÃO 1

A produção de soros é uma importante atividade desempenhada pelo Instituto Butantan. Marque a alternativa que contém uma situação onde poderia ser aplicada a soroterapia:

  1. Viagem para área endêmica de febre amarela.
  2. Corte profundo com objeto enferrujado.
  3. Prevenção anti-HPV em meninas de 9 a 13 anos de idade.
  4. Indivíduos com falta de iodo na alimentação.
  5. Baixa produção de hormônio de crescimento.

Assunto abordado

Imunologia (soros e vacinas)

[collapse]

Resolução

Soro e vacina são utilizados em diferentes situações. Enquanto a vacina é uma ferramenta de prevenção, o soro é utilizado como tratamento após a infecção (soroterapia). Os itens A e C tratam de prevenção, e os itens D e E tratam de deficiências em hormônios e nutrientes. O único item que retrata um possível caso de infecção é o B (onde será necessário o uso de soro antitetânico).

[collapse]

Gabarito

Letra B

[collapse]

QUESTÃO 2

Os itens abaixo podem estar presentes em vacinas, EXCETO:

  1. Capsídeos virais
  2. Cápsulas bacterianas
  3. Vírus atenuados
  4. Bactérias mortas
  5. Imunoglobulinas

Assunto abordado

Imunologia (soros e vacinas)

[collapse]

Resolução

Em vacinas, normalmente é utilizado o agente etiológico atenuado ou seus componentes, com o intuito de estimular uma resposta imune primária (com a consequente formação de células de memória). As imunoglobulinas são glicoproteínas de defesa e, portanto, não poderiam estar presentes em vacinas, mas sim em soros.

[collapse]

Gabarito

 Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 3

A existência de mais gado do que gente no Brasil acende um sinal de alerta. Gases produzidos pelos bovinos agravam o efeito estufa uma vez que:

  1. Reduzem a fotossíntese realizada pelas plantas.
  2. Aumentam a liberação de CO2 a partir da queima de combustíveis fósseis.
  3. O CO2 produzido em seus flatos (puns) é o principal gás estufa.
  4. O CH4 produzido por suas bactérias estomacais tem potencial estufa maior do que o CO2
  5. Consumindo carne produzimos mais gases estufa em nosso intestino.

Assunto abordado

Ecologia (biologia ambiental)

[collapse]

Resolução

Os gases do efeito estufa tem a capacidade de reter uma grande capacidade de calor na atmosfera. São eles: vapor d'água, óxido nitroso (N2O), dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e PFCs. Dentre estes, o metano é o que possui a maior capacidade de reter calor, sendo formado no trato digestório das vacas e em outras fontes, como por exemplo, em lixões.

[collapse]

Gabarito

Letra D

[collapse]

 

QUESTÃO 4

A devastação do cerrado torna este bioma um dos principais hot spots (pontos quentes) de biodiversidade no mundo. Uma característica típica das plantas do cerrado é o (a):

  1. Grande biomassa de raízes e caules subterrâneos.
  2. Grande densidade arbórea.
  3. Folhas membranosas.
  4. Vegetação latifoliada
  5. Predomínio de fotossíntese CAM.

Assunto abordado

Ecologia (biomas)

[collapse]

Resolução

O cerrado é um bioma caracterizado pela presença de árvores tortuosas com grande espaçamento entre si, o qual é preenchido por vegetação rasteira (baixa densidade arbórea). Por apresentar um clima relativamente seco, é comum que as árvores apresentem grande área subterrânea (contribuindo para aumentar a superfície de absorção de água). Não é comum encontrar no cerrado plantas latifoliadas (vegetação que apresenta folhas largas e grandes), pois elas promovem um aumento na evapotranspiração, sendo comuns em climas úmidos (como o clima predominante na região da floresta amazônica). A fotossíntese CAM, por sua vez, é comum entre as cactáceas, que são plantas típicas da caatinga.

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 5

Em uma teia alimentar contendo boi, capim, homem, gafanhoto e cabra, deve ser encontrada menor quantidade de energia disponível na seguinte população:

  1. Boi.
  2. Capim.
  3. Homem.
  4. Gafanhoto.
  5. Cabra.

Assunto abordado

Ecologia (teias alimentares e fluxo de energia)

[collapse]

Resolução

Conforme ocorre um avanço no nível trófico de uma teia alimentar, é diminuída a energia disponibilizada para o nível subsequente (fluxo unidirecional decrescente). Desta forma, o último consumidor de uma teia alimentar estará com menor energia disponível (na falta de um decompositor). Portanto, podemos esquematizar a teia alimentar da questão da seguinte forma:

thompson1

[collapse]

Gabarito

Letra C

[collapse]

QUESTÃO 6

Embora não seja adequada, a ingestão de papelão não interfere no metabolismo das células corpóreas. Isso ocorre porque o papelão:

  1. É rico em aminoácidos essenciais ao metabolismo.
  2. Tem origem vegetal, logo não pode ser absorvido pelo organismo humano.
  3. É produzido a partir de substâncias não biodegradáveis.
  4. É rico em celulose, substância não digerida pelo homem.
  5. Pode ser degradado pelo organismo em substâncias benéficas como a glicose.

Assunto abordado

Bioquímica (polímeros naturais)

[collapse]

Resolução

O papelão é composto principalmente por celulose, um polissacarídeo de β-glicose. Para digerir celulose é necessária a enzima celulase, que não é encontrada no trato digestório dos seres humanos. Contudo, algumas espécies animais realizam uma associação mutualística com outros organismos em seus tratos digestórios a fim de metabolizar a celulose, como é o caso das vacas.

[collapse]

Gabarito

 Letra D

[collapse]

 

QUESTÃO 7

A adição de ácido ascórbico à carne é um procedimento normal na indústria alimentícia. Isso se deve a sua propriedade:

  1.  Corante
  2. Antioxidante
  3. Energética
  4. Estrutural
  5. Impermeabilizante

Assunto abordado

Bioquímica (vitaminas)

[collapse]

Resolução

O ácido ascórbico, popularmente conhecido como vitamina C, é uma vitamina encontrada em frutas cítricas que possui grande capacidade antioxidante. Essa característica possibilita que seja empregada na conservação de diversos produtos, inclusive carnes.

[collapse]

Gabarito

Letra B

[collapse]

 

QUESTÃO 8

A carne que ingerimos é constituída pelo tecido muscular esquelético. São características deste tecido:

  1. Contração voluntária e presença de mioglobina.
  2. Contração voluntária e presença de hemoglobina.
  3. Contração voluntária e lenta.
  4. Contração involuntária e presença de hemoglobina.
  5. Contração involuntária e presença de mioglobina.

Assunto abordado

Histologia (tecido muscular)

[collapse]

Resolução

Existem três tipos básicos de tecido muscular:

-Tecido muscular liso

-Tecido muscular estriado esquelético

-Tecido muscular estriado cardíaco

Dentre estes, o único que apresenta contração muscular voluntária é o estriado esquelético. Devido à grande demanda energética do tecido, ele possui uma grande quantidade de mioglobina, pigmento semelhante à hemoglobina (esta última se encontra presente no tecido sanguíneo).

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 9

A ocorrência de novos casos de febre amarela no Brasil liga um sinal de alerta acerca dos desequilíbrios no meio ambiente. A reemergência desta doença em áreas silvestres decorre do(a):

  1. Acúmulo de lixo nas residências atraindo seu vetor.
  2. Acúmulo de água parada nas residências, favorecendo a reprodução do seu vetor.
  3. Existência de reservatórios/hospedeiros silvestres da doença.
  4. Inexistência de inimigos naturais dos seus vetores.
  5. Vacinação somente de pessoas que vivem em grandes cidades.

Assunto abordado

Programa de saúde

[collapse]

Resolução

A febre amarela é uma doença viral transmitida por mosquitos. Essa doença não é vista nas zonas urbanas há pelo menos 50 anos e faz um certo tempo que não é vista em zonas rurais. No início de 2017, porém, um surto da doença atingiu as zonas rurais do sudeste do Brasil. Esse comportamento de doenças que parecem sumir e retornam subitamente mais tarde é causado pela existência de animais que podem contrair o vírus sem apresentar nenhum sintoma, chamados de reservatórios.

[collapse]

Gabarito

Letra C

[collapse]

 

QUESTÃO 10

Genes não codificadores de proteína como o descoberto pelos pesquisadores tem como produto de sua atividade um (a):

  1. RNA
  2. DNA
  3. Glicídio
  4. Lipídio
  5. Vitamina

Assunto abordado

Genética (transcrição gênica)

[collapse]

Resolução

Todo trecho de DNA (gene) transcrito gera, por definição, um RNA. Em função de os genes da questão não produzirem proteínas, podemos crer que o RNA será seu produto final. Se, no entanto, o gene fosse codificante de uma proteína, o RNA resultante do seu processo de transcrição seria classificado como RNAm (mensageiro).

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 11

O processo de diferenciação celular depende de uma série de fatores que ocorrem em nível celular, EXCETO:

  1. Condensação diferenciada do DNA.
  2. Splicing alternativo.
  3. Perda de genes ao longo do desenvolvimento.
  4. Mudanças epigenéticas.
  5. Diferenciação entre eucromatina e heterocromatina.

Assunto abordado

Citologia (processos celulares)

[collapse]

Resolução

A diferenciação celular é causada por fatores que influenciam qual gene será ativo em cada célula. Entram para a lista destes fatores:

  1. Grau de condensação do DNA, pois influencia quais genes estarão disponíveis para o maquinário celular, uma vez que fragmentos de DNA muito condensados têm mais dificuldade de serem transcritos em RNAm (que codificarão futuramente a síntese de proteínas específicas nos sítios ribossomais).
  2. Splicing alternativo, o fenômeno responsável pela remoção dos íntrons (sequências de DNA intragênicas não codificantes), agregando uma grande variabilidade de produtos finais da tradução.
  3. Mudanças epigenéticas, que são aquelas que ocorrem sem alteração da sequência do DNA.
  4. Diferenciação entre eucromatina (DNA não condensado/ transcriptível) e heterocromatina (DNA condensado/ não-transcriptível), que ocorre de acordo com a fase da divisão celular em que a célula se encontra.

Portanto, podemos ver que a única opção que não influi na diferenciação celular é a perda de genes, uma vez que esse fenômeno é muito restrito, quase não ocorrendo no desenvolvimento da grande maioria das células somáticas.

[collapse]

Gabarito

Letra C

[collapse]

 

QUESTÃO 12

A próstata é citada no texto como um órgão bastante susceptível a tumores no homem. O principal papel da secreção prostática na fisiologia reprodutiva é:

  1. Nutrição dos espermatozoides.
  2. Lubrificação peniana.
  3. Produção de espermatozoides.
  4. Produção de testosterona.
  5. Alcalinização do sêmen.

Assunto abordado

Fisiologia humana (sistema reprodutor)

[collapse]

Resolução

A próstata tem a função de produzir um líquido levemente básico (alcalino), que neutraliza a acidez relativa do canal vaginal para possibilitar a sobrevivência dos espermatozoides.

[collapse]

Gabarito

Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 13

São características do grupo do agente etiológico da esporotricose:

  1. Presença de parede celular de peptidoglicano.
  2. DNA ou RNA armazena informação genética.
  3. Glicogênio como substância de reserva.
  4. Presença de glândulas mamárias.
  5. Ausência de carioteca.

Assunto abordado

Reino Fungi (características fundamentais)

[collapse]

Resolução

O agente etiológico da doença é um fungo. O reino Fungi possui organismos eucarióticos, heterotróficos, com parede celular composta de quitina e glicogênio como substância de reserva.

[collapse]

Gabarito

 Letra C

[collapse]

 

QUESTÃO 14

Diversos são os sites que apontam as diferenças entre sapos, pererecas e rãs. Pode-se afirmar que estas diferenças:

  1. Referem-se à morfologia do corpo destes animais.
  2. Aparecem no modo de vida destes animais.
  3. Dependem do modo alimentar de cada um.
  4. São baseadas na história evolutiva de cada um.
  5. Não existem biologicamente uma vez que estes nomes vulgares não refletem grupos monofiléticos.

Assunto abordado

Zoologia (Classe Amphibia)

[collapse]

Resolução

Um grupo monofilético é um grupamento taxonômico formado por todos e somente os descendentes de um ancestral comum. Como a classificação proposta na questão não leva em consideração as características evolutivas e a análise genômica, ela não é válida cientificamente e é considerada vulgar, embora haja claras diferenciações fenéticas entre rãs, pererecas e sapos.

[collapse]

Gabarito

Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 15

Embora os anfíbios adultos tenham parte na vida na terra, este grupo ainda depende bastante da água para a sobrevivência e reprodução. A alternativa que contém característica que NÃO corrobora com esta afirmativa é a:

  1. Pulmões pouco eficazes.
  2. Pele fina e permeável.
  3. Excreção dependente de grande perda de água.
  4. Fecundação interna.
  5. Respiração branquial na fase larval.

Assunto abordado

Zoologia (Classe Amphibia)

[collapse]

Resolução

Os anfíbios são um grupo que representam a transição do ambiente aquático para o ambiente terrestre. O item A não seria a resposta, pois pulmões pouco eficientes mostram uma adaptação não completa ao ambiente terrestre. O item B também não poderia ser a resposta, pois pele fina e permeável aumentam as taxas de transpiração e perda de água, portanto é um problema em ambiente terrestre. O item C não é o item adequado, pois excreção com perda de grande quantidade de água é uma característica de animais aquáticos. O item E revela uma forte dependência da água, pois a respiração branquial só é realizada em ambientes aquáticos. Em relação ao item D, embora alguns anfíbios possuam fecundação interna, a característica predominante desta classe é a fecundação externa.

[collapse]

Gabarito

Letra D

[collapse]

 

QUESTÃO 16

A presença de microfósseis em fontes termais sugere que estes apresentariam a síntese de matéria orgânica a partir da energia de oxidação de substâncias inorgânicas. Este tipo de metabolismo é denominado:

  1. Heterotrófico.
  2. Fotossintetizante.
  3. Anaeróbico.
  4. Aeróbico.
  5. Quimiossintetizante.

Assunto abordado

Origem da vida (evolução dos processos energéticos).

[collapse]

Resolução

A questão trata de síntese de matéria orgânica, e, portanto, de um processo autotrófico. Existem dois principais processos autotróficos:

- Fotossíntese: A energia para a síntese de moléculas orgânicas provém da energia solar

- Quimiossíntese: A energia para a síntese de moléculas orgânicas provém da oxidação de substâncias inorgânicas.

[collapse]

Gabarito

Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 17

Através da linha do tempo e de seus conhecimentos sobre o tema, pode-se concluir que:

  1. As primeiros seres vivos eram eucariotos.
  2. Homem e dinossauro competiram por recursos semelhantes.
  3. Os primeiros invertebrados eram artrópodes.
  4. Plantas ocuparam o ambiente terrestre antes dos vertebrados.
  5. Homem evoluiu a partir do chimpanzé.

Assunto abordado

Origem da vida

[collapse]

Resolução

Comentário por item:

  1. ERRADO. A teoria sobre a origem da vida mais aceita atualmente é de que os primeiros seres vivos a existirem surgiram da associação gradual entre moléculas orgânicas e uma estrutura pequena e, portanto, apresentariam baixo grau de complexidade e não possuiriam sistema de endomembranas, ou seja, seriam organismos procariotos.
  2. ERRADO. Os dinossauros surgiram no período Triássico e se extinguiram no Cretáceo, enquanto o Homo sapiens surgiu há cerca de 300 mil anos no Pleistoceno, e, portanto, não viveram na mesma época.
  3. ERRADO. O primeiro fóssil de animal invertebrado a ser encontrado é de um grupo primitivo de eucariotos multicelulares de corpo mole, denominados coletivamente de biota ediacarana.
  4. CERTO. Uma análise da linha do tempo apresentada na prova mostra que as plantas terrestres vieram antes dos répteis, que são considerados o primeiro grupo de vertebrados a conquistar por completo o ambiente terrestre.
  5. ERRADO. O homem e o chimpanzé evoluíram a partir de um ancestral comum.

[collapse]

Gabarito

Letra D

[collapse]

 

QUESTÃO 18

Se a história da Terra fosse representada em um único dia, o surgimento do Homo sapiens ocorreria no (a):

  1. Madrugada.
  2. Manhã.
  3. Tarde.
  4. Início da noite.
  5. Fim da noite.

Assunto abordado

Origem da vida

[collapse]

Resolução

O Homo sapiens é uma espécie relativamente nova, tendo surgido somente há cerca de 300 mil anos. Portanto, deve-se marcar o período mais tardio apontado.

[collapse]

Gabarito

Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 19

Plantas com flores tiveram uma grande irradiação evolutiva, coevoluindo com alguns grupos de animais importantes como os artrópodes. Uma planta polinizada por abelhas deve apresentar, em comparação com uma outra polinizada pelo vento:

  1. Maior produção de pólen.
  2. Cores mais intensas.
  3. Menor produção de néctar.
  4. Estames mais prolongados.
  5. Maior autopolinização.

Assunto abordado

Botânica (Angiospermas)

[collapse]

Resolução

Enquanto uma planta polinizada pelo vento apresenta maior quantidade de pólen para garantir que este chegue aos órgãos reprodutores femininos de outras flores, a polinizada por abelhas depende destas para a sua reprodução, e, portanto, costuma apresentar padrões de coloração que atraem abelhas e maior quantidade de néctar.

[collapse]

Gabarito

Letra B

[collapse]

 

QUESTÃO 20

Em diversos tipos de cirurgia bariátrica observa-se uma gastrectomia (corte de parte do estômago). Com a menor retenção de alimentos no estômago uma consequência esperada é:

  1. Menor digestão de lipídios.
  2. Menor digestão de amido.
  3. Maior exposição a infecções gastrointestinais.
  4. Maior reabsorção de água e sais minerais.
  5. Maior absorção de glicose.

Assunto abordado

Fisiologia humana (sistema digestório)

[collapse]

Resolução

O estômago possui um pH fortemente ácido, o que elimina a maior parte dos agentes patogênicos presentes nos alimentos, prevenindo infecções. Uma redução no tempo de retenção dos alimentos no estômago diminuiria o número de patógenos mortos, aumentando o risco de infecção. Em relação à digestão de lipídios e amido, convém lembrar que ela acontece majoritariamente em outros órgãos do sistema digestório, a saber, respectivamente, no intestino delgado (pela ação da lipase) e na boca (pela ação da ptialina ou amilase salivar).

[collapse]

Gabarito

 Letra C

[collapse]

 

QUESTÃO 21

O diabetes mellitus (tipo I) é uma doença bastante comum na população. Indivíduos portadores desta doença são insulinodependentes.

Uma das ações da insulina no organismo humano é:

  1. Aumentar a absorção de glicose no fígado.
  2. Aumentar a degradação de lipídios.
  3. Estimular a gliconeogênese.
  4. Inibir a síntese de glicogênio
  5. Aumentar a produção de adrenalina.

Assunto abordado

Fisiologia humana (sistema endócrino) e metabolismo energético

[collapse]

Resolução

A insulina é um hormônio que reduz a glicemia (índice de glicose no sangue) em situações de hiperglicemia, pois promove a entrada de glicose nas células, além de promover o acúmulo de glicose no fígado na forma de glicogênio (o que corrobora para que a resposta seja o item A). Todos os demais itens contêm fenômenos característicos de uma situação de baixa glicemia, onde a insulina seria inibida, passando o glucagon a atuar na corrente sanguínea. Nessa situação, devido à carência de glicose no sangue, a degradação de lipídeos em ácidos graxos (que participarão de um processo chamado de beta-oxidação) é aumentada, a gliconeogênese (produção de intermediários das vias da respiração celular a partir de compostos não glicosídicos) é estimulada, ao mesmo tempo em que a glicogenólise (quebra do glicogênio em glicose) ocorre através da ação do hormônio epinefrina (adrenalina).

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 22

22) O controle da obesidade pode ser feito através de processos não cirúrgicos e saudáveis. Uma medida que pode ser indicada para esta finalidade é:

  1. Uso de drogas inibidoras de apetite.
  2. Ingestão de alimentos pouco calóricos e prática de atividade física.
  3. Aumento da ingestão de sal.
  4. Ingestão de alimentos ricos em amido e lipídios.
  5. Terapia com hormônios tireoidianos

Assunto abordado

Programa de saúde

[collapse]

Resolução

Para dietas que buscam a perda de peso, é ideal aumentar o tempo para realização de atividades físicas e diminuir a ingestão de calorias.

[collapse]

Gabarito

Letra B

[collapse]

 

QUESTÃO 23

23) Os trabalhos de Ohsumi indicaram mecanismos importantes sobre o controle da autofagia. A alternativa abaixo que indica um exemplo deste processo é:

  1. Reciclagem de organelas antigas.
  2. Regressão da cauda do girino.
  3. Silicose pulmonar.
  4. Fagocitose de um corpo estranho pelo leucócito.
  5. Regressão da membrana interdigital no homem.

Assunto abordado

Citologia

[collapse]
 

Resolução

Comentário por item:

  1. CERTO. A destruição de organelas celulares impróprias para o funcionamento celular é uma das principais manifestações do fenômeno de autofagia.
  2. ERRADO. Este é um exemplo de apoptose ou morte celular programada.
  3. ERRADO. A silicose é uma doença provocada pela inalação da poeira de sílica. Ao entrar em contato direto com a célula, ela rompe as membranas dos lisossomos, desta forma destruindo as células especializadas da traqueia e ocasionando uma metaplasia.
  4. ERRADO. O corpo que está sendo fagocitado não faz parte da célula e, portanto, não é um caso de autofagia.
  5. ERRADO. Este é mais um exemplo de apoptose.

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 24

A organela celular diretamente envolvida na autofagia é o (a):

  1. Mitocôndria.
  2. Complexo golgiense.
  3. Plasto.
  4. Retículo endoplasmático.
  5. Lisossomo.

Assunto abordado

Citologia

[collapse]

Resolução

A organela responsável pela digestão intracelular é o lisossomo, atuando nos processos de fagocitose e autofagia. As demais organelas citadas possuem as seguintes especializações:

-Mitocôndria: responsável pelo metabolismo energético, uma vez que é palco da respiração celular;

-Complexo Golgiense: atua predominantemente na secreção de substâncias para o exterior da célula por meio de vesículas que se desprendem de sua estrutura;

-Plasto: pode atuar na realização da fotossíntese (cloroplasto), no armazenamento de amido (amiloplasto ou leucoplasto) ou mesmo na síntese de pigmentos vegetais (cromoplasto);

-Retículo endoplasmático: atua na síntese de substâncias vitais à célula, como proteínas e lipídeos.

[collapse]

Gabarito

Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 25

25) “As organelas são estruturas que ficam dentro das células e executam funções importantes para a manutenção da vida”. Identifique a opção abaixo que contém organela que NÃO está presente na célula humana:

  1. Mitocôndria.
  2. Complexo golgiense.
  3. Plasto.
  4. Retículo endoplasmático.
  5. Lisossomo.

Assunto abordado

Citologia

[collapse]

Resolução

Os plastos são organelas exclusivas das células vegetais, com destaque para o cloroplasto, que apresenta funções relacionadas à fotossíntese.

[collapse]

Gabarito

 Letra C

[collapse]

 

QUESTÃO 26

Em diversos filmes e séries de ficção científica, indivíduos viram zumbis e passam a comer carne humana. Normalmente, a explicação para tal comportamento é a infecção por algum vírus maligno. A relação ecológica existente entre vírus e homem pode ser classificada como:

  1. Predatismo.
  2. Parasitismo.
  3. Comensalismo.
  4. Canibalismo.
  5. Amensalismo.

Assunto abordado

Ecologia (relações ecológicas)

[collapse]

Resolução

O parasitismo é uma relação ecológica entre duas espécies, na qual o parasita (beneficiado) habita um hospedeiro (prejudicado), causando danos, porém, raramente causando a morte. Vale lembrar que, no caso de uma infecção viral, não compensa a morte do hospedeiro uma vez que o vírus depende das células deste para se reproduzir (já que são seres parasitas intracelulares obrigatórios).

[collapse]

Gabarito

Letra B

[collapse]

 

QUESTÃO 27

Alguns patógenos como o vírus da raiva podem gerar mudanças comportamentais nos seus hospedeiros. Estas mudanças usualmente trazem como benefício ao vírus:

  1. Maior destruição das células virais pelo sistema imune do hospedeiro.
  2. Maior ativação dos ciclos reprodutivos virais.
  3. Aumento da síntese proteica viral.
  4. Aumento do metabolismo viral.
  5. Aumento da chance de transmissão a novos hospedeiros.

Assunto abordado

Programa de saúde

[collapse]

Resolução

A raiva é transmitida a partir do contato da saliva do animal infectado com ferimentos no corpo do humano, podendo ser transmitida através de mordida. A mudança no comportamento, que deixa o animal mais arisco, aumenta a chance do animal morder alguém, o que aumenta a chance de transmissão a novos hospedeiros.

[collapse]

Gabarito

Letra E

[collapse]

 

QUESTÃO 28

A campanha da fraternidade de 2017 (CNBB) tem como tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, alertando para a importância da conservação dos biomas e sua relação com a qualidade de vida da população. Sobre a conservação dos biomas pode-se afirmar que:

  1. A conservação da biodiversidade passa pela conservação das espécies e dos povos da floresta.
  2. Áreas como pastagens e agroecossistemas podem ser consideradas biomas.
  3. A conservação dos biomas é importante, pois a maior parte do oxigênio que respiramos provém dos biomas terrestres.
  4. A caça e a pesca predatória são importantes para a conservação de um ecossistema.
  5. O termo biodiversidade refere-se somente as espécies que vivem em dado bioma.

Assunto abordado

Ecologia (biologia da conservação)

[collapse]

Resolução

A biodiversidade é um termo utilizado para se referir à riqueza e à variedade do mundo natural. A conservação da biodiversidade é justamente a conservação dessa riqueza. Além disso, podemos definir bioma como sendo uma unidade biológica ou espaço geográfico com características específicas bem definidas (como macroclima, a fitofisionomia, o solo e a altitude, etc.), não se enquadrando, portanto, pastagens e agroecossistemas, daí o item B estar incorreto. No item C, notamos um equívoco, pois a maior parte do O2 que respiramos provém das algas que habitam o ambiente marinho. O item D apresenta um grande absurdo, pois caça e pesca predatória podem levar à extinção de certas espécies animais (não garantindo a conservação da biodiversidade). E o item E retrata uma limitação não verdadeira, pois a biodiversidade perpassa o conceito de bioma.

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 29

A frase “A forma e o tamanho do nariz evoluíram para se adaptar aos diferentes tipos de clima na Terra” está:

  1. Errada. O ambiente selecionou o formato do nariz e não promoveu sua modificação.
  2. Errada. O ambiente atuou promovendo a mutação, e esta promoveu a modificação do nariz.
  3. Certa. O ambiente cria novas características que não são herdadas.
  4. Certa. O ambiente promoveu o surgimento de características mais vantajosas ao homem.
  5. Certa. O tamanho de membros corpóreos desenvolve-se pelo uso e regride pelo desuso.

Assunto abordado

Evolução (Lamarck, adaptação e seleção natural)

[collapse]

Resolução

A frase se baseia em uma visão Lamarckiana do processo evolutivo. Hoje, porém, sabemos que a evolução não cria novas características, mas sim seleciona, com o passar do tempo, as características mais adaptadas a um determinado ambiente.

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

QUESTÃO 30

A ação do ambiente é fundamental para o processo evolutivo. Em biologia, entende-se como processo evolutivo as (os):

  1. Mudanças na frequência gênica de uma população ao longo do tempo.
  2. Alterações em características fenotípicas de um indivíduo.
  3. Melhorias nas características físicas de um indivíduo.
  4. Alterações que ocorrem em um indivíduo ao longo de seu desenvolvimento embrionário.
  5. Processos de transformação da matéria desde o big bang até os dias de hoje.

Assunto abordado

Evolução

[collapse]

Resolução

Ao selecionar as características mais aptas à sobrevivência em um meio, o ambiente acaba mudando as frequências alélicas de uma população, ao longo do tempo (processo gradual). É importante relembrar que a evolução não necessariamente "melhora" uma espécie, mas sim torna-a mais adaptada ao meio onde vive.

[collapse]

Gabarito

Letra A

[collapse]

 

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
%d bloggers like this: